Radar

Unesco declara Seridó e Caminhos dos Cânions como geoparques mundiais

Compartilhe

A Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) declarou na última quarta-feira (13) oito novos geoparques mundiais. Entre estes, dois são brasileiros: o geoparque Seridó, no Rio Grande do Norte, e o geoparque Caminhos dos Cânions, localizado entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

De acordo com a Unesco, geoparques são regiões que possuem um importante patrimônio geológico, característica que é usada para promover o desenvolvimento econômico sustentável das comunidades locais, principalmente por meio do turismo sustentável.

Segundo o organismo da ONU, Seridó possui enormes reservas de scheelita – mineral a partir do qual é obtido tungstênio – e fluxos de basalto decorrentes de atividade vulcânica. Essa geodiversidade determina em grande parte a biodiversidade local, dominada pela caatinga. O texto da Unesco destaca que as comunidades quilombolas da região “mantêm viva a memória de seus ancestrais africanos escravizados para preservar sua cultura por meio de práticas tradicionais, museus e centros culturais”.

Sobre o geoparque Caminhos dos Cânions, a Unesco afirma que o local, dominado pela Mata Atlântica, “apresenta os cânions mais impressionantes da América do Sul, formados pelos processos geomorfológicos únicos que o continente sofreu durante o desmembramento do supercontinente Gondwana, há cerca de 180 milhões de anos”.

No mundo todo, a Unesco já reconheceu 177 geoparques. No Brasil, além de Seridó e do Caminhos dos Cânions, já fazia parte da lista o geoparque Araripe, que fica entre os estados do Piauí, de Pernambuco e do Ceará.

Clique aqui para ler reportagem no site da Unesco.

Brasil aumenta capacidade instalada e se torna 6º no ranking mundial de energia eólica

Artigo anterior

É hoje! Não amanhã

Próximo artigo

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

O seu endereço de e-mail não será publicado.