Radar

Painel da ONU vai analisar compromissos ambientais das empresas

Compartilhe

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, anunciou na última quinta-feira (31) a criação de um painel de especialistas para verificar se os compromissos assumidos pelas empresas são confiáveis ou não passam de greenwashing – expressão usada para designar ações que visam apenas enganar o consumidor.

Nos últimos anos cresceu o número de companhias – petrolíferas entre elas – que prometem se tornar “net zero”, ou seja, pretendem zerar as emissões líquidas de gases de efeito estuda. Uma meta difícil de ser alcançada, pois o conceito net zero abrange também as emissões feitas por toda a cadeia de valor, o que inclui fornecedores e clientes. Ambientalistas afirmam que muitas empresas desconsideram esse último aspecto.

O painel apresentará seus resultados no final do ano. Com 16 integrantes, será presidido por Catherine McKenna, que foi ministra do Meio Ambiente e Mudanças Climáticas do Canadá entre 2015 a 2019. Os objetivos do painel incluem a criação de padrões e definições para os compromissos net zero, de processos para verificar o progresso em direção à meta anunciada e de um roteiro para traduzir os critérios adotados em regulamentos nacionais e internacionais.

Além das empresas, o painel também verificará os compromissos assumidos por governos locais e regionais. “Para evitar uma catástrofe climática, precisamos de promessas ousadas, mas acompanhadas de ações concretas e mensuráveis”, afirmou Guterres ao anunciar a criação do painel.

Clique aqui para ler o anúncio feito por António Guterres.

Clique aqui para ler reportagem da Associated Press.

Menos de 7% dos rios da Mata Atlântica apresentam água de boa qualidade

Artigo anterior

Estudo detecta microplástico no sangue humano

Próximo artigo

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

O seu endereço de e-mail não será publicado.