Radar

1/3 do lixo plástico produzido no Brasil corre o risco de chegar ao oceano a cada ano

Compartilhe

Cerca de 3,4 milhões de toneladas de resíduos plásticos produzidos no Brasil correm o risco de chegarem ao Oceano Atlântico a cada ano. É um volume equivalente a um terço do lixo plástico gerado anualmente em território brasileiro. Isso equivale a 16 kg de plásticos lançados ao mar, durante doze meses, por cada brasileiro.

Os dados são de pesquisa realizada pelo Instituto Oceanográfico da USP entre julho de 2021 e abril de 2022. Os resultados foram apresentados nesta quarta-feira (29) na Conferência dos Oceanos das Nações Unidas. Entre os temas abordados no encontro está a negociação de um acordo internacional para reduzir a poluição dos mares por esse tipo de resíduo.

O estudo mapeou os caminhos percorridos pelos resíduos plásticos no Brasil. De acordo com os pesquisadores, 67% do lixo plástico chega ao oceano por meio dos rios. As áreas mais críticas do país incluem a Baía de Guanabara (RJ), o rio Amazonas (Amazonas e Pará), o São Francisco (entre Sergipe e Alagoas), a foz do Tocantins (Pará) e a Lagoa dos Patos (Porto Alegre).

O estudo foi encomendado pelo Blue Keepers, projeto ligado à Plataforma de Ação pela Água e Oceano do Pacto Global da ONU no Brasil. Com base nos resultados, o projeto iniciará ações locais no segundo semestre deste ano. O pontapé inicial será dado no Rio de Janeiro. As etapas seguintes incluem Manaus (AM), Belém (PA), São Luís (MA), Fortaleza (CE), Natal (RN), João Pessoa (PB), Recife (PE), Maceió (AL), Aracaju (SE), Salvador (BA), Vitória (ES), São Paulo (SP), Baixada Santista (SP) e Porto Alegre (RS).

Leia reportagem do site Um Só Planeta, que antecipou os resultados do estudo feito pelo Instituto Oceanográfico da USP.

Veja reportagem do Jornal Nacional (Globo) sobre o levantamento.

Gerando valor com ESG

Artigo anterior

Para a Riachuelo, busca por resultados e preocupação com o planeta caminham juntas

Próximo artigo

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

O seu endereço de e-mail não será publicado.