ESG

É a sigla da expressão inglesa “Environmental, Social and Governance”. Ela se refere às boas práticas das empresas em questões ambientais, sociais e de governança. É hoje uma das principais tendências do mundo corporativo.
As organizações que se engajam nessa pauta se comprometem a reduzir o impacto ambiental de suas atividades e a contribuir com o combate ao aquecimento global. Também adotam políticas para aumentar o bem-estar de seus funcionários e a diversidade no ambiente de trabalho, além de implantarem medidas em favor das comunidades com as quais se relacionam. A lisura dos processos administrativos e a adoção de mecanismos contra a corrupção, o assédio e a discriminação também fazem parte do conceito ESG.
A expressão foi criada em 2004 em uma publicação chamada Who Cares Wins (Quem se importa ganha) feita pelo Pacto Global em parceria com o Banco Mundial. O documento foi elaborado a partir de uma provocação do então secretário-geral da ONU, Kofi Annan, a 50 CEOs de grandes instituições financeiras sobre como integrar fatores sociais, ambientais e de governança no mercado de capitais.
O conceito ESG surgiu, portanto, como um desdobramento da luta pelo desenvolvimento sustentável, iniciada na década de 80 do século passado. E está diretamente relacionado aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), os grandes desafios globais a serem alcançados até 2030.

 

 

Gases de efeito estufa

Artigo anterior

Greenwashing

Próximo artigo